Professor Nelson Sussumu Shikicima • Direito de Família e Sucessões
contato@professornss.com.br
POSTADO EM 14/07/2015 às 11h21min
Comércio tem retração de 4,5% em maio

Não foi preciso nem 40 minutos de competição nesta terça-feira para o Brasil conquistar duas medalhas na canoagem. Primeiro veio a prata com Edson Freitas, nos 200m do K1, que completou a prova em 36s239. Logo em seguida, o ouro veio para baiano Isaquias Queiroz, que terminou em primeiro no 200m do C1, com a amrca de 39s991.

O ouro não foi uma novidade para Isaquias neste Panamericano de Toronto. O baiano foi o responsável pela primeira medalha dourada do Brasil na competição, terminando na primeira colocação nos 1000m da classe C1 (individual).

A primeira prova do dia na canoagem também teve representantes brasileiros. As irmãs Beatriz e Ana Paula Verguz terminaram na sexta colocação no K2 500m, que teve como vencedoras a dupla cubana. A prata ficou com as argentinas e o bronze com as mexicanas.

O tempo feito por Isaquias é 1s8 mais lento que o recorde mundial do ucraniano Yuriy Cheban, que no ano passado fez 38s137. Contudo, com a marca conquistada nesta terça, o baiano teria se classificado para as finais nos Jogos de Londres.

Na prova de Isaquias, o segundo colocado foi o canadense Jason McCombs, 1s342 atrás do brasileiro. O cubano Arnold Rodriguez completou o pódio a 1s468 do baiano campeão.

Já na prova do K1 200m, Edson ficou apenas meio segundo atrás do canadense Mark de Jonge, que completou a prova em 35s733. O equatoriano Cesar de Cesare fechou o pódio com 36s431.

Mais três medalhas estão em jogo nesta terça na canoagem, a primeira delas no C1 200m feminino com Valdenice do Nascimento. Em seguida, Edileia dos reis disputa a final do K1 200m, e fechando o dia, Hans Henrich Mallmann e Isaias Freitas da Silva competem no K2 200m.

CURTA A FÃ PAGE DO PROFESSOR NSS
contato@professornss.adv.br
design eXclusivo Protônica.com.br